88 3614-5152 faleconosco@medscan.med.br

Pesquisar em nosso site

Aprovação do medicamento genérico deverá reduzir os custos do tratamento das doenças.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou o registro do medicamento genérico da azacitidina, usado no tratamento da síndrome mielodisplásica e leucemia.
De acordo com a agência, a aprovação do medicamento irá reduzir os custos do tratamento para essas doenças. Os remédios estarão disponíveis no mercado com um valor de até 35% menor que o valor do produto de referência.
A empresa responsável pelo genérico é a United Medical Ltda, que também fabrica o medicamento original com o nome comercial Vidaza. Apesar de ter a mesma origem de fabricação, o produto tem de ir para o mercado com o desconto exigido por lei.
A azacitidina é indicada para o tratamento de pacientes com Síndrome Mielodisplásica dos subtipos anemia refratária com excesso de blastos (AREB), para o tratamento da leucemia mielóide aguda e também para tratar a leucemia mielomonocítica crônica.
A síndrome mielodisplásica envolve um grupo de doenças que atacam a produção de células sanguíneas pela medula óssea e que pode evoluir para formação de um câncer. Já a leucemia é o câncer das células brancas do sangue (leucócitos).
Tratamento ajuda a estabilizar os níveis de glicose por um período prolongado.
Um novo medicamento para o tratamento de diabetes tipo 2 está disponivel no Brasil. O Trulicity, uma caneta que injeta a droga dulaglutida, facilitará a vida de pacientes com diabetes por precisar ser usada apenas uma vez na semana.
O medicamento desenvolvido pela farmacêutica Lilly já era usado em dez países, entre eles Estados Unidos, Inglaterra, Japão e México. A substância estimula o pâncreas a fabricar insulina na presença de altos índices glicêmicos, ajudando no controle do açúcar no sangue.
O Trulicity tem efeito similar ao hormônio GLP-1, que é liberado quando a pessoa se alimenta e estimula a produção de insulina. Em análises realizadas, as pessoas que usaram a medicação tiveram redução de peso e sofreram menos incidentes de hipoglicemia, a baixa concentração de glicose (açúcar) no sangue.
O funcionamento do remédio é parecido com outro já usado por pacientes com Diabetes tipo 2, a Victoza que necessita de aplicações diárias.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 422 milhões de adultos do mundo tem diabetes, ou seja, 8,5% da população mundial sobre com a doença. A dulaglutina, caixa com duas canetas, tem o valor aproximado de R$ 230.
O diabetes tipo 2 é uma doença crônica que afeta a forma como o corpo metaboliza a glicose, principal fonte de energia do corpo. A pessoa com diabetes tipo 2 pode ter uma resistência aos efeitos da insulina - hormônio que regula a entrada de açúcar nas células - ou não produz insulina suficiente para manter um nível de glicose normal. Saiba quais as causas, fatores de risco e tratamento para doença.
Cadastre-se em nossa Newsletter

Conheça a Medscan

Onde estamos

Av. Lúcia Saboia, 495 - Centro
88 3614-5152
88 99966-5538 88 98115-4552
88 99302-1603
faleconosco@medscan.med.br

Atendimento

Seg. à Sex. das 7:00h às 17:30h
Obs.: Não fechamos para almoço

Nossa Localização

Siga pelo Facebook

Siga pelo Instagram